Marcos Vinícius Pedroso | 08/02/2023 08:53

08/02/2023 08:53

18726 visualizações

Sua falta de memória pode ser ansiedade

A memória pode ser definida como a capacidade de armazenar informações de maneira que elas possam ser recuperadas quando buscamos recordá-las. Mas as vezes esse processo falha e não encontramos essas memórias. Existem diversas explicações para isso e uma delas pode ser a ansiedade.

A pessoa que sofre com a ansiedade tende a focar seus pensamentos nos seus sintomas, volta o seu olhar para o seu interior e acaba prestando menos atenção nas coisas externas. Além disso, para as pessoas ansiosas, a preocupação com o futuro é algo constante, o que a impede de focar no momento presente. É justamente essa dificuldade em prestar atenção no que está fazendo que vai prejudicar a sua memória, porque a sua atenção em algo precede a formação da memória sobre aquele evento.

Outro fator que prejudica a memória é não dormir bem, ou por tempo suficiente. Não é incomum a pessoa ansiosa ter dificuldade para dormir. Ela até está com sono antes de ir para a cama, mas quando encosta a cabeça no travesseiro, começa uma enxurrada de pensamentos que a impedem de dormir. O problema disso para a memória é que ela é consolidada na fase REM do sono, que a fase mais profunda do sono. E quem dorme mal ou dorme pouco, não chega nessa fase do sono e isso interfere na formação das memórias.

Se você se identificou com essas situações, você pode utilizar exercícios de atenção plena (mindfulness) para melhorar seu foco. Coloque lembretes no seu celular, várias vezes ao dia, com a seguinte pergunta: onde o meu pensamento está agora? Essa pergunta servirá para te lembrar de mudar seu foco para a atividade que estiver fazendo no momento.

Se você tem dificuldade para dormir, crie uma rotina do sono. Coloque um despertador para te lembrar de iniciar essa rotina uma hora antes de ir dormir. Diminua a luminosidade da sua casa. Desligue todos os aparelhos eletrônicos (celular, tablet, computador, televisão), esses aparelhos emitem luz azul que prejudica o sono. Tome um banho morno, vista seu pijama, para sinalizar para seu cérebro que está na hora de deitar. Faça alguma atividade relaxante, como ouvir música, ler ou meditar. Quando perceber que está ficando com sono, deite.

E se a ansiedade estiver atrapalhando as suas atividades diárias, está te causando sofrimento, procure uma psicóloga para fazer o tratamento adequado.

Aline Bedin
Psicóloga clínica CRP 12/10514
WhatsApp: (49) 98414-6352
Redes Sociais: Instagram @psicoalinebedin

Deixe seu comentário