Polícia

Lance Notícias | 22/11/2021 11:57

22/11/2021 11:57

8682 visualizações

Após condenação, mãe conivente de abusos perde o poder familiar sobre as filhas

Após condenação, mãe conivente de abusos perde o poder familiar sobre as filhas

A Justiça da Comarca de Ipumirim, durante julgamento de um processo por abuso sexual registrado em Arabutã, além de condenar padrasto e mãe, pelos crimes violentos contra duas menores de idade, também decretou a incapacidade da mãe de exercer o poder familiar sobre as filhas.

O padrasto foi condenado ao cumprimento de 67 anos e quatro meses de prisão e a mãe a 65 anos de cadeia. Os dois ainda terão que indenizar as vítimas, duas irmãs, que eram violentadas sexualmente pelo padrasto com o aval da própria mãe.

Os dois envolvidos estão presos e cumprindo as penas imposta pelo Judiciário. Por ser uma decisão de primeira instância ainda cabe recurso.

Os abusos, segundo as duas menores, duraram cerca de três anos. Atualmente uma está com 16 anos e outra com 12 anos. Em um dos relatos mais fortes, uma das vítimas disse que a mãe a levava para o motel para que o namorado cometesse os abusos. Em caso de discordância a mãe ameaçava cometer suicídio.

O caso ganhou uma grande repercussão em Santa Catarina.

Informações: Atual FM.

Relembre o caso:

Casal denunciado por 297 estupros é condenado há mais de 65 anos de prisão

 

 

Deixe seu comentário