Comunidade

Lance Notícias | 29/11/2021 15:39

29/11/2021 15:39

71920 visualizações

Superação: homem comenta mudança de vida após acidente que o deixou paraplégico

Hoje o Lance Seara conta sobre a história de superação de Valdinei Lino Da Silva, de 44 anos. Filho de Dogellio e Aparecida Lino da Silva, Valdinei precisou enfrentar ainda criança, a separação de seus pais. Em 1990, sua mãe se mudou para o município de Seara com seus seis filhos. Logo após sua chegada […]

Superação: homem comenta mudança de vida após acidente que o deixou paraplégico

Hoje o Lance Seara conta sobre a história de superação de Valdinei Lino Da Silva, de 44 anos.

Filho de Dogellio e Aparecida Lino da Silva, Valdinei precisou enfrentar ainda criança, a separação de seus pais. Em 1990, sua mãe se mudou para o município de Seara com seus seis filhos. Logo após sua chegada na cidade, com sete anos, ele precisou começar a vender picolé para ajudar a criar seus irmãos mais novos. Em seguida, passou a vender pastéis, frutas, começou a cortar grama, a catar papelão e depois iniciou como ajudante de pedreiro.

Anos depois, ele voltou ao seu município anterior, Arabutã, para trabalhar na parte da agricultura com seu tio e ajudar sua mãe e seus irmãos mais velhos a comprarem a tão sonhada casa própria.
Valdinei chegou a abrir seu próprio negócio, no ramo da sapataria depois de não ter experiências muito boas em ambientes fechados. Após, vendeu seu estabelecimento e foi trabalhar no interior de Seara.

Nesse período, Valdinei conheceu Raquel Lopes e se casou com ela, em 16 de setembro de 2000. Os dois retornaram para Seara, onde permanecem até hoje.

Mudança de vida repentina

Em 16 de agosto de 2019, voltando de São Domingos para Seara, Valdinei sofreu um acidente de motocicleta, no qual fraturou sua coluna, foi encaminhando ao Hospital São Paulo de Xanxerê e logo após encaminhado ao Hospital Regional do Oeste, em Chapecó por conta do seu estado de gravidade.

Seis dias depois, ele realizou uma cirurgia e em seguida recebeu a triste notícia de que não poderia mais andar. Neste período, Valdinei não estava morando mais em Seara, retornando para o município somente após quatro anos.

Valdinei comenta que a partir daí, teve que começar a enfrentar uma nova situação em sua vida, de aprender a aceitar e viver em cima de uma cadeira de rodas.

— Acredito que seja bem mais fácil para uma pessoa que já nasce assim do que para alguém que nasceu andando e de uma hora para a outra não poder mais — relata.

Com as diversas mudanças em sua rotina, Valdinei passou a depender de outras pessoas, coisa que ele não precisava antes, e isso o deixou muito ressentido.

Lutando contra a abstinência de alguns medicamentos, Valdinei se tornou evangélico, teve todo o apoio de sua família e amigos. Hoje ele é muito grato a toda a equipe médica do Hospital São Roque de Seara e do Hospital São Francisco de Concórdia, pois ele precisou passar por cirurgia plástica devido a marcas de grandes lesões na região dos glúteos, passando também por um longo tratamento de limpeza dos produtos químicos do organismo.

Se passando um longo ano de sofrimento, com sequelas do acidente, sem estar trabalhando e nem recebendo algum tipo de auxílio, no ano seguinte, Valdinei acabou perdendo seu único irmão homem, Ivonei Lino da Silva, de 39 anos, em um acidente de moto em Florianópolis.

Neste ano, fez um ano de morte de seu irmão, e no mesmo mês ele recebeu a notícia de que uma de suas irmãs, chegou a falecer decorrente de um infarto fulminante, Valdinei não pôde ir ao velório da irmã para se despedir, o que acabou o deixando deprimido.

Adaptação a nova vida

Valdinei realizou um curso para corte de cabelo e exerce o conhecimento quando alguém precisa. Ele concluiu o ensino médio e formou-se como teólogo em bibliologia. Adquiriu também algumas máquinas e ferramentas, e segue realizando alguns trabalhos de manutenção com soldas, afiação de diversos tipos de ferramentas e também é revendedor de produtos naturais para todos os tipos de doenças.

— Me envolvi com todos esses tipos de atividades e fisioterapia para mudar e melhorar minha autoestima nessa adaptação, e também para lutar contra a obesidade. No momento estou em tratamento médico até fim do ano por diversos motivos — diz.

Hoje, Valdinei é casado com Raquel, com quem teve três filhos, uma de 17 anos que atualmente já está casada, e dois meninos, um de 13 anos e outro de cinco.

Valdinei finaliza dizendo que é imensamente grato à sua esposa, que é responsável pela ajuda e todos os cuidados que ele precisa.

Deixe seu comentário