Comunidade

Lance Notícias | 11/11/2021 18:37

11/11/2021 18:37

19005 visualizações

“Precisamos seguir com fé”, diz jovem que enfrenta o câncer pela segunda vez

Bruna Brenner, em 2015 quando tinha seus 25 anos, na época, bem nova, recebeu um diagnóstico de câncer de mama, dez dias antes de sua formatura em medicina veterinária. Bruna comenta que ao receber o diagnóstico de sua oncologista, ela falou: — 50% do teu tratamento é a sua cabeça, pois se você se entregar […]

“Precisamos seguir com fé”, diz jovem que enfrenta o câncer pela segunda vez

Bruna Brenner, em 2015 quando tinha seus 25 anos, na época, bem nova, recebeu um diagnóstico de câncer de mama, dez dias antes de sua formatura em medicina veterinária.

Bruna comenta que ao receber o diagnóstico de sua oncologista, ela falou:

— 50% do teu tratamento é a sua cabeça, pois se você se entregar a depressão, ela toma conta, e você não verá mais motivos para lutar — ressaltou.

A jovem tentou sempre se manter ocupada, trabalhando e levando a vida da forma mais normal possível. Sua profissão a ajudou bastante, pois a mantinha motivada e hoje ela é grata por isso, pois evoluiu como pessoa.

Logo, ela encarou tudo com muita força, passando por seis cirurgias, totalizando três anos de tratamento, com quimioterapia, vendo seu cabelo cair aos poucos e seu corpo se encher de cicatrizes.

Alguns dias atrás, Bruna convulsionou e na hora soube que poderia ser algo errado, logo foi ao médico e realizou todos os exames necessários.

Recebendo o diagnóstico, ela descobriu que o câncer voltou, são três nódulos no cérebro, tendo que se tratar e operar novamente.

— Isso prova que não temos controle de nada em nossa vida, temos que estar preparados para tudo. Depois de seis anos de remissão, achei que não passaria por isso tudo de novo — comenta.

A veterinária diz que acredita que tudo tem um propósito e Deus, que se ele dá o fardo, é porque a pessoa é capaz de carregar.

— As vezes fico confusa tentando entender o porquê de termos que passar por fardos tão grandes, mas a verdade é que precisamos seguir com fé e entregar nas mãos de Deus — fala.

Bruna comenta que não esperava ter que passar por isso tudo novamente, mas que acredita que para tudo tem um motivo.

— Aos 33 anos, eu não deveria me preocupar se estou morrendo ou ter que discutir com meu marido sobre o fato de não querer ser um fardo caso algo aconteça. Mesmo assim eu tento aproveitar a vida, ver o lado bom, e ver todas as pessoas maravilhosas que cruzam as nossas vidas — finaliza.

Bruna termina dizendo que nós precisamos viver mais e reclamar menos, e ver que temos muito mais motivos para agradecer do que pedir.

Deixe seu comentário