Comunidade

Marcos Vinícius Pedroso | 18/11/2021 10:59

18/11/2021 10:59

12851 visualizações

Jovem de Seara que ficou em 1º Lugar no Dança Catarina comenta sobre sua carreira

Jovem de Seara que ficou em 1º Lugar no Dança Catarina comenta sobre sua carreira

A dança foi a expressão do homem através da linguagem gestual. A dança é o ato de mover-se demonstrando sentimentos e emoções. É uma fonte de movimentos rítmicos que são ao mesmo tempo expressivos e desafiadores.

Um exemplo disso é de Lucas André Christ, de 17 anos, natural de Seara, que vive da dança. Seu primeiro contato realmente com a dança, foi em 2017, por meio de um projeto que abrigava diferentes atividades e cursos, dentre eles a dança.

— Como naquela época eu era uma pessoa tímida, até hoje, de início não quis participar, mas depois de algumas conversas com meus pais acabei cedendo, como eu não sou bom em esportes, e pela preferência deles por algumas atividades e cursos do projeto, acabei fazendo taekwondo — comenta Lucas.

Mas ele estava participando por obrigação e não porque gostava, então desanimou, e acabou desistindo, porém seus pais queriam que ele fizesse algo, então acabou optando pela dança.

— Foi a melhor escolha que eu fiz, eu nunca achei que iria me encontrar em algo como foi com a dança, eu podia não transparecer isso nos ensaios, mas adorava estar ali — destaca.

A primeira vez que ele se apresentou foi em uma amostra de dança na casa da cultura.

— O dia da apresentação foi muito legal, e tenho uma peça do figurino que guardo até hoje, para relembrar o momento em que subi em um palco pela primeira vez — frisa.

Em 2018, foi com um grupo de dança representar a escola Núcleo Lira Camila Petry, no Festival dança Catarina, onde ficaram em quinto lugar, e nesse mesmo ano, Lucas descobriu o Shuffle Dance.

— Acabei gostando e comecei a praticar, e a professora Joice Wollmann que estava preparando a dança para o festival, gostou também do estilo, e pensou que seria legal e diferente integrar esse estilo a dança — cita.

Em 2019 foi o ano em que o Lucas montou suas duas primeiras coreografias, com o auxílio das professoras Joice Wollmann e Eloneide Regina, e também da diretora Isandra Salvagni.

— Fomos nos apresentar no Festival de dança de Erechim, onde além das duas danças, fui com um solo de Shuffle, obtivemos duas medalhas de segundo lugar, e no Dança Catarina obtivemos uma medalha de terceiro lugar — fala.

Em 2020, Lucas concluiu seus estudos na escola Núcleo Lira Camila Petry, e foi para a escola E.E.B. Seara, e devido a Pandemia, tinha que ficar em casa, então ele se aproximou muito da música, principalmente por meio do K-Pop.

Neste ano, ele foi convidado pela diretora Fabiana e a Alessandra para auxiliar em duas danças na escola Núcleo Lira Camilla Petry, onde se colocaram em nono, décimo e segundo lugar.

Logo depois, fui representar a escola E.E.B Seara junto com o Kauã Gusatto, com o auxílio da professora Joice.

— Recentemente ficamos em primeiro lugar no festival Dança Catarina, e ficamos muito felizes — comenta.

Ele deixa um recado:

— Não sou profissional na área da dança, mas sempre que me proponho a fazer, tento fazer da melhor forma possível — conclui Lucas.

Deixe seu comentário