Esporte

Lance Notícias | 20/12/2021 11:01

20/12/2021 11:01

15520 visualizações

Incentivado pelos pais, jovem piloto descobre amor por motocross e faz sucesso em trilhas desde os 5 anos de idade

Incentivado pelos pais, jovem piloto descobre amor por motocross e faz sucesso em trilhas desde os 5 anos de idade

O motocross é uma modalidade esportiva de motovelocidade realizado por vários pilotos do mundo inteiro. É neste esporte que encontramos João Vitor Finger Mendes, de 11 anos de idade. Levando a sério o esporte desde quando se entende por gente, João estreou nas pistas quando ainda tinha cinco anos de idade, fortemente influenciado pelo pai, Joedi Marcos Mendes.

O esporte de origem britânica consiste em provas com circuitos fechados em terreno acidentado de terra feito para ser encarado com moto, um esporte que garante velocidade, desafios e adrenalina pura.

– É um esporte que sempre gostei, quando possível eu e meu pai estamos sempre praticando – fala.

A mãe, Géssica Camila Finger Mendes, explica sobre a primeira competição em que o filho participou.

– A primeira corrida foi com apenas cinco de idade e classificou-se em 4° lugar, desde lá sempre foi ativo com o esporte, tenho medo, mas incentivo ele – comenta.

No fim de semana do dia 12, João participou da Copa Meio Oeste de Enduro no CTG Seara e Pampa, conseguindo realizar a prova em menos tempo garantindo o 1° lugar.

– Foi a quarta vez em que participei, na copa a prova foi individual, consegui realizar o circuito em menos tempo e venci, a outras vezes as corridas eram realizadas em grupo, todas por quem chegava antes – acrescenta.

Desde muito cedo, o piloto não encara o esporte como hobby ou brincadeira, muito pelo contrário, seu foco é levar o motocross como sua principal atividade.

– Até que der vou continuar andando, na verdade eu pretendo seguir nessa carreira, é uma paixão pra mim, eu gosto muito – destaca.

Segundo Géssica, o esporte se torna algo caro pois necessita de equipamentos adequados, gasolina e inscrições em eventos.

– Se torna algo caro, mas como ele gosta vale a pena – conclui.

O garoto prodígio, João Vitor Finger Mendes, é influenciado pelo pai que também pratica o esporte e incentivado por toda família, inclusive avós e padrinhos além de colecionar diversos troféus.

Confira alguns registros de corridas que João já participou:



Deixe seu comentário