Educação

Lance Notícias | 19/01/2022 15:32

19/01/2022 15:32

11163 visualizações

Escolas adotam o Novo Ensino Médio que inclui carga horária ampliada e currículo mais flexível

A partir de fevereiro, 711 escolas em Santa Catarina adotam o Novo Ensino Médio, que inclui carga horária ampliada e currículo mais flexível. O novo modelo será implementado para os alunos da 1ª série do Ensino Médio de todas as escolas além dos estudantes matriculados nas 120 escolas-piloto catarinenses que já oferecem a novidade desde […]

Escolas adotam o Novo Ensino Médio que inclui carga horária ampliada e currículo mais flexível

A partir de fevereiro, 711 escolas em Santa Catarina adotam o Novo Ensino Médio, que inclui carga horária ampliada e currículo mais flexível.

O novo modelo será implementado para os alunos da 1ª série do Ensino Médio de todas as escolas além dos estudantes matriculados nas 120 escolas-piloto catarinenses que já oferecem a novidade desde 2020.

A equipe de Jornalismo do Lance Seara conversou com Marcelo, integrador educacional da Secretaria da Educação de Seara.

Marcelo explica que além da ampliação da carga horária mínima anual de 800 horas para 1.000 horas, o Novo Ensino Médio altera o modelo de estudo por disciplinas para áreas do conhecimento, ou seja, os conteúdos passarão a ser abordados de forma integrada e mais articulada.

– No antigo modelo das 800 horas, o aluno conseguia realizar em cinco aulas em determinado período, com a nova alteração para 1.000 horas, é necessário mais um turno na escola. Ou seja, ou vou ter cinco manhãs e uma tarde ou cinco tardes e uma manhã – explica.

Para os alunos do noturno e levando em consideração a nova carga horária estabelecida, será acrescido de um ano, ou seja, quatro anos no total.

– Isso acaba corrigindo outro erro, pois a legislatura falava que precisava ter 800 horas/ano, mas o noturno não fecha, pois são aulas de 30 a 40 minutos, então nesse caso já tem diferença de horários – fala.

A flexibilização também inclui o trabalho com o Projeto de Vida, uma segunda Língua Estrangeira (além do Inglês), os Componentes Curriculares Eletivos e as Trilhas de Aprofundamento.

O Novo Ensino Médio divide o currículo entre uma parte de Formação Geral Básica (máximo de 1.800 mil horas nos três anos) e uma parte flexível (mínimo de 1.200 mil horas nos três anos). Ambos são fundamentados pela Lei 13.415/2017, com prazo de cinco anos para que as normas fossem adotadas.

Em Santa Catarina, todos os componentes curriculares, que antes eram desenvolvidos no modelo de disciplinas, como Língua Portuguesa, Geografia e Ciências, por exemplo, estão mantidos na matriz.

Já a parte flexível do currículo é composta pelos Itinerários Formativos que, em Santa Catarina, compreendem: Projeto de Vida, Segunda Língua Estrangeira, Componentes Curriculares Eletivos e Trilhas de Aprofundamento.

Marcelo ainda destaca que o Novo Ensino Médio inicia neste ano com todas as turmas do 1° ano, para que em 2024 alcance todas as grades. Outro fator importante é para as trocas de grades.

– Podemos ter dificuldade de migrações também, por exemplo, a migração de quem vai do diurno para o noturno, precisa-se fazer uma adequação de carga horaria, então o aluno precisa ter muita certeza quando ele vai migrar. Para terminar o ensino médio precisa concluir a carga horária e obter médias – comenta.

Projeto de Vida

A novidade que chega junto com o Novo Ensino Média é componente curricular Projeto de Vida, o qual permite que os estudantes tenham um período na escola toda semana para falar sobre o futuro.

– Muitas vezes o aluno chega na escola carente, com questões mais resolvidas, não sabe o que quer para seu futuro. Então essa matéria tem uma estrutura criada para discutir essas situações com os alunos – diz.

Segunda Língua Estrangeira

Além da Língua Inglesa, que se torna obrigatória na Formação Geral Básica do Ensino Médio, a parte flexível do currículo conta com uma segunda língua estrangeira: espanhola, alemã ou italiana.

– A maioria das escolas optou pela língua espanhola. O fato é interessante pois o nosso município recebe muitos imigrantes além de ser uma das línguas mais cobradas em vestibulares – enfatiza.

Componentes Curriculares Eletivos

Ao todo, são 25 Componetes Curriculares Efetivos criados pelos professores por meio de ideias dos próprios alunos.

– O aluno pode optar quais quer cursar e ainda no inicio do ano, a escola faz uma espécie de votação para definir uma parte o primeiro semestre e uma para o segundo. No rol das 25 a escola faz uma separação do que a escola tem condições de trabalhar e destas é realizada votação – destaca.

Alguns exemplos de Componentes Eletivos que estarão disponíveis nas escolas são: Cultura Digital, Pensamento Computacional, Educação Empreendedora, Matemática Financeira, Educação Fiscal, Prática em Libras, Jogos de Raciocínio Lógico Matemático, entre outros.

O documento com os 25 Componentes Curriculares Eletivos, que já estão nas matrizes curriculares das 120 escolas-piloto de Santa Catarina, pode ser acessado no site da SED.

Deixe seu comentário