Comunidade

Marcos Vinícius Pedroso | 17/10/2021 16:46

17/10/2021 16:46

57975 visualizações

Com 0% de chance em voltar a caminhar, jovem de Seara surpreende a medicina e se recupera de grave acidente

Essa história de superação é de Luana Cordazzo, jovem de 23 anos, é natural de Seara, e conta sua história de superação depois de sofrer um grave acidente de trânsito, ocorrido há quatro anos. A jovem tinha uma vida normal, cursava Ciências Contábeis em Chapecó, mas, descobriu que não era isso que ela gostava, ou […]

Com 0% de chance em voltar a caminhar, jovem de Seara surpreende a medicina e se recupera de grave acidente

Essa história de superação é de Luana Cordazzo, jovem de 23 anos, é natural de Seara, e conta sua história de superação depois de sofrer um grave acidente de trânsito, ocorrido há quatro anos.

A jovem tinha uma vida normal, cursava Ciências Contábeis em Chapecó, mas, descobriu que não era isso que ela gostava, ou se identificava na área,  então sentou com os seus pais e falou que não queria mais continuar, pois, estava fazendo a faculdade em função da empresa que seus pais eram donos e não pelo fato de gostar da área.

— Foi um momento crítico, porque para os pais não é fácil ouvir o filho falar que vai trancar a faculdade. Todos sonham e ver os filhos formados, porém eu tive coragem e conversei com eles que não era isso que eu queria para minha vida — comenta Luana.

Depois disso foi seguir o que ela gostava que era a estética. Começou a fazer um curso de cabelereira na Escola de Cabeleireiros Mano Muniz, e naquele momento, percebeu que tinha se encontrado e era isso que ela queria.

— Desde criança eu gostava dessa área de beleza, a maioria das minhas bonecas tinha cabelo cortado, eu as pintava de tinta guache, e tentava maquiar as bonecas — cita a jovem.

A jovem tinha acabado seus cursos e estava trabalhando aos sábados em um salão de beleza e estava começando trabalhar durante as tardes quando teve que mudar seus planos por culpa de um grave acidente.

Luana estava voltando de uma balada junto com seu ex-namorado, ela estava no banco do carona de um veículo GM/Celta que saiu da pista, na SC 283 em Seara e colidiu num canteiro e em um objeto de concreto no trevo de acesso a Nova Teutônia.

A jovem acabou fraturando a coluna, teve compressão medular, esfacelamento de vértebra em mais de 20 pedaços e teve que ser reconstituída por completo na hora da cirurgia, precisou reconstituir uma das vertebras e precisou fixar com três parafusos e uma haste, seu quadro era extremamente grave.

— Na hora do acidente eu tinha fraturado a coluna, mas a compressão medular veio diante da forma em que eu fui manuseada, o que agravou a situação — enfatiza.

Ela recebeu alta depois de 14 dias muito tensos no hospital entre altos e baixos. De acordo com os médicos e os laudos, a expectativa dela voltar a andar era de 0%, ela perdeu os movimentos do estômago para baixo e os exames mostravam que ela seria paraplégica.

— Desde o início não aceitei essa condição pois sabia que eu era capaz, e eu sempre disse que iria voltar a caminhar não importava como — fala.

 

A partir daí ela traçou metas e batalhou incansavelmente para atingir todas elas.

— Com o acidente tive vários sonhos interrompidos por causa das minhas limitações e o tempo em que eu fiquei parada fez com que eu perdesse várias oportunidades — lamenta Luana.

Demorou um pouco para abrir sua própria loja de maquiagens e produtos de beleza, era um sonho que ela tinha, porém tinha várias dúvidas em sua cabeça.

— Meus pensamentos estavam me limitando, mas me dei conta que não deixo isso me afetar, então contei pra minha família que eu iria abrir a loja, para ver a opinião deles, pois sempre foram meu ponto de apoio e a opinião deles é muito válida, e meus pais me apoiaram bastante e está dando muito certo — salienta.

Até o momento ela fez aproximadamente duas mil sessões de fisioterapia e mais de 400 sessões de pilates.

Hoje em dia ela ainda tem algumas limitações, principalmente no andar, mas, não vê isso como um problema, pois, consegue fazer praticamente tudo, e isso não lhe impede de sonhar ou realizar.

 

 

— Eu levo comigo que tudo o que acontece na vida tem um propósito, e eu vejo que o meu acidente veio para um aprendizado muito grande e foi ele quem me tornou a pessoa que sou hoje. E ver tudo o que conquistei apesar das minhas dificuldades é muito gratificante, e acho que a base de tudo é nunca desistir e acreditar que você é capaz — finaliza Luana.

Redes sociais para entrar em contato e ver a loja: @lucordazzo ou @lc.makeup_store

Veja mais imagens:

 

Deixe seu comentário