Esporte

Marcos Vinícius Pedroso | 27/11/2021 18:04

27/11/2021 18:04

26149 visualizações

Após quase desistir da carreira, jovem de Itá se destaca no Futebol

O sonho de ser jogador de futebol é quase uma unanimidade entre os jovens brasileiros. A maioria vê nessa oportunidade uma grande chance de colocar em prática o seu talento e poder mudar as suas vidas e a vida das pessoas que amam. No entanto, ao contrário do que muitos pensam, realizar esse sonho não […]

Após quase desistir da carreira, jovem de Itá se destaca no Futebol

O sonho de ser jogador de futebol é quase uma unanimidade entre os jovens brasileiros. A maioria vê nessa oportunidade uma grande chance de colocar em prática o seu talento e poder mudar as suas vidas e a vida das pessoas que amam.

No entanto, ao contrário do que muitos pensam, realizar esse sonho não é tarefa fácil. É preciso ter muito talento, dedicação e treino, além de ter muita disciplina e força de vontade, que é o caso da moradora de Itá, Cauane Salvi de 15 anos.

Ela é natural de Concórdia, filha de Renato Salvi e Luciana Salvi, e desde pequena sempre sonhou em ser jogadora de Futebol, mas não esperava que isso ia acontecer logo.

— Eu jogava bola na rua com meus vizinhos, amigos e com meu irmão Otaner Salvi, e com nove anos comecei a treinar futsal em Itá — comenta.

Foi uma grande paixão desde o primeiro jogo, onde Cauane já comprou seu tênis de Futsal e isso despertou a sensação de é isso que eu quero para minha vida. Então ela foi treinando cada dia mais, com seus 12 anos, ela começou a treinar Futebol de campo em Itá.

— É um lugar onde eu fico feliz, tranquila e me sinto livre — cita.

O tempo foi passando e teve vários campeonatos, e em 2020 quando pensou que ia se destacar, como Liga Catarinense e Olesc, mas veio a Pandemia e ela achou que seu sonho tinha acabado por conta que não estava mais treinando.

— Muitas vezes pensei em desistir do futebol, achava que não era mais pra mim, mas o tempo passou e em 2021 começou novamente os treinos e continuei no sonho — destaca.

No começo do ano um homem chamado Canidja chamou Cauane no Instagram e falou que ia abrir um polo da chapecoense em Itá, ela ficou muito interessada e foi várias vezes treinar, mas esse polo acabou fechando por falta de atletas.

Viram que Cauane tinha potencial e chamaram ela para treinar em um polo da Chapecoense, em Concórdia, onde ficou lá por uns meses.

No mês de outubro avisaram ela que iria ter teste em um sábado na cidade de Chapecó e convidaram Cauane, Carol schenkel e Monaliza Canton, que também jogavam Futebol.

— Posso dizer que não estava totalmente preparada, mas a vontade de ir era enorme — acrescenta.

As três jovens foram em busca do sonho, na parte da manhã a coordenadora explicou como ia funcionar e na parte da tarde aconteceu o tão esperado teste, onde avaliaram os treinos, aquecimento e o jogo em si.

E na terça-feira eles vinham com o resultado e as meninas estavam super ansiosas e descobriram que Cauane e Monaliza tínhamos passado no teste.

— Ficamos muito felizes e comemoramos bastante essa conquista — ressalta.

Agora as meninas tem que fazer a parte delas, focar, treinar bastante, manter os pés no chão e se preparar para o campeonato em Sorocaba – SP, que acontece em dezembro.

— Vamos dar nosso melhor para as pessoas verem nossa vontade e determinação, pois é uma grande paixão e quero isso pra minha vida, e vou correr atrás — conclui Cauane.

Deixe seu comentário